O QUE É E PORQUE INVESTIR: TUDO SOBRE REMARKETING

Publicado em 18 de junho de 2019

Se você possui algum tipo de comércio eletrônico sabe que o número de visitas no site não quer dizer muita coisa, a não ser que essas visitas estejam gerando conversões. E de acordo com o Google, 2 a 4% de toda as visitas são as que realmente acabam gerando vendas.

Como trazer de volta os outros mais de 90% de visitantes, transformá-los em compradores recorrentes e usuários engajados com a sua marca? Nada tão complicado: REMARKETING.

Essa tática, como o próprio nome sugere, é a ação de reengajar pessoas que já entraram em contato – mesmo que brevemente – com a sua marca. Ela distribui anúncios que acompanham a navegações dos usuários através da rede de display de sites e redes sociais visitadas; podem focar em produtos e categorias específicas ou na marca em si, afim de gerar familiaridade e confiabilidade.


COMO FUNCIONA NA PRÁTICA

Antes de qualquer coisa, é preciso fazer com que o seu site identifique clientes e seus hábitos: como eles agem comprando online? Quanto tempo eles passam na página de produto? Qual a porcentagem de abandono de carrinhos?

Se você já sabe da importância de investir em Mídia Paga e já o faz, o próximo passo é simples: adicionar um código (chamado de TAG) do Google ou do Facebook Ads no seu website, para que ele possa identificar esses hábitos discutidos acima, através dos cookies do navegador.

Não! Não esses cookies!

Os cookies são pequenos pacotes de dados que carregam informações de navegação.

Além de auxiliarem no armazenamento de informações de uso pessoal, como dados de logins e preenchimentos automáticos, os cookies são responsáveis pelo monitoramento de informações úteis para uso na publicidade online, como as páginas que os usuários visitam com frequência, seus tópicos de interesse, dados e o que consomem (tudo baseado nas suas pesquisas).

Já aconteceu com você, eu aposto: visitou um produto só para “dar uma olhadinha” e ficou revendo-o por todos os sites que visitou. Acertei? Bom, os responsáveis por isso são os cookies. O seu navegador foi marcado pela TAG do Google ou do Facebook e enviado para uma lista daquele remarketing específico.


QUEM TEM LIMITE É MUNICÍPIO!

Porque, afinal de contas, as possibilidades e personalizações no remarketing são inúmeras: escolha entre veicular campanhas para os visitantes de páginas específicas, os que só visitaram a home, os que visitaram um certo número de vezes, os que entraram em algumas abas do site antes de abandoná-lo, etc.

Envie campanhas para as pessoas que já compraram (com produtos relacionados, ou descontos para compras futuras), gerando cada vez mais visibilidade para a marca ou se comunique com quem não chegou a converter, utilizando como estratégia, por exemplo, cupons de desconto de incentivo.

Essa, inclusive, é uma das técnicas mais utilizadas de remarketing: você já deve ter recebido um e-mail com o título parecido com “o produto X está esperando por você” logo depois de ter abandonado o mesmo no carrinho, certo?

Inclusive, carrinho abandonado é uma coisa muito comum, sabia? Cerca de 73% dos carrinhos de compras são abandonados. Por isso, pensa comigo que, antes do produto ir parar no carrinho, o usuário realizou todo o processo de compra: pesquisou, encontrou a sua loja, viu as informações de pagamento e de entrega, selecionou as variações (cores, tamanhos, etc), adicionou ao carrinho, verificou o frete e deixou o site. Se ele fez todo esse processo, o interesse pelo produto é alto.

Essa é a hora ideal para incentivá-lo e, no remarketing, é possível até mesmo saber em qual etapa do processo ele saiu da compra. Se foi na URL onde o frete é calculado, use esse conhecimento para enviar promoções com frete grátis ou descontos no envio.


OS NÚMEROS NÃO MENTEM

Além de todas as possibilidades, sabia que o remarketing tem um custo mais baixo? Claro que, tudo depende da sua campanha, produtos, mercado, etc, mas, em geral, segundo dados de agência americana de otimização de campanhas, as de remarketing têm melhor custo-benefício:

(Tabela com dados americanos publicados em 2016. Dados de CPC nacionais atualizados para 2019 podem sofrer alterações).

E, claro, há uma explicação bem lógica para isso. Pensa comigo, em qual link patrocinado você clicaria primeiro durante uma busca por produtos já pesquisados: um cujo site você nunca ouviu falar ou o de um site que você já visitou antes?

Se respondeu que clicaria no site já visitado, você faz parte da maioria em vários segmentos:

Agora, uma das preocupações mais frequentes de quem adota uma campanha de Ads é a periodicidade com que essas campanhas serão mostradas. Há sempre a preocupação de que quanto mais campanhas, mais “cansado” o usuário ficará da marca.

Com o remarketing, isso não é verdade. Alguns dados coletados também mostram que, na verdade, a taxa de conversão aumenta de acordo com a quantidade de vezes que um usuário é impactado:

E, além de tuuudo isso, tranquilizando mais um medo de quem investe em Ads, campanhas de remarketing geram menos cansaço em usuários impactados:


Entendeu a importância do remarketing? Bora colocar em prática, adicionar as tags e começar uma estratégia eficaz de remarketing? Comece agora e com quem entende bem do assunto.

Os nossos especialistas têm contato direto com o Google e o Facebook e estão muito bem treinados em remarketing e qualquer campanha das plataformas.

Entre em contato com a Eficaz Consultoria CLICANDO AQUI ou manda um oi no nosso e-mail: redacao@eficazconsultoria.net.br

E-Commerce
Mercado
Por: Redação Eficaz | Alisson Galassi
Publicado em 18 de junho de 2019
Marilia - SP
Av. Hygino Muzi Filho, 529
Sala 140 A
+55 (14) 2105-0087
contato@eficazconsultoria.net.br
Barueri - SP
Calçada das Margaridas,
51 - Alphaville Comercial
+55 (11) 3185-4804
contato@eficazconsultoria.net.br